segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Maça do amor


Ontem fui numa festa e tinha maça do amor "Adoroooo" só vejo maça do amor em festas juninas, parecia até criança rsrsrsrs, comi umas duas e ainda trouxe para casa.
Ah gente é bom demais!!!!!
Vamos lá a historia da maça do amor!!!!


Em 1959, quando a família espanhola Farre patenteou a maçã do amor, os galanteadores presenteavam as moças com o doce em um ato de romantismo. 
E a data preferida para esse gesto era com certeza o Dia dos Namorados. 
A família chegou ao Brasil em 1954 e como era especialistas em doces, escolheram abrir um negocinho para vendê-los.
Inspirado pelas frutas caramelizadas chinesas conhecidas como Tannghulu.


Ramon Farre Martinez, 77 anos, teve a ideia de usar uma fruta que temos e muito no Brasil, a maçã. Já o nome romântico quem deu foi o pai de Ramon, de forma nada romântica. 
Era tarde da noite, e o pai disse: “põe logo Maçã do Amor e vamos dormir!”. 
Dito e feito. Tamanho o sucesso, recebeu a devida patente em nome da família. 
Hoje, é doce garantido em todas as festas juninas e muitos países também preparam a iguaria. Se estiver curioso para provar a verdadeira Maçã do Amor pode ir à Casa do Churros, no Tatuapé, zona leste de São Paulo, onde a família Farre ainda vende seu doce de criação.


E da Maçã do Amor surgem duas belas bebidas que conheceremos hoje.
O Licor de Maçã do Amor e o Xarope de Maçã do Amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário.