sábado, 1 de fevereiro de 2014

Características dos 5 elementos



• Elemento Madeira

 É o ressurgimento do Yang, o aparecimento da vida na Terra. 
Sua principal característica é de iniciar a ação, dar vida e movimento às coisas. 
A Madeira relaciona-se com o fígado, é responsável pelo livre fluxo da energia no organismo e relaciona-se também com os músculos e tendões no que se refere ao movimento (PINHEIRO, Ana, 2005).

Este é o setor onde a energia vital sobe, cresce, ocupa espaço, procura abrir caminho para obter um lugar ao sol – exatamente como uma árvore que brota na primavera (HIRSCH, Sonia, s.d.).

A raiva é a emoção que causa agitação psicomotora e a que melhor se identifica com Madeira. 
Na natureza, o vento é a força que dá movimento às coisas. 
O verde é a cor associada ao vegetal (Madeira) e o acido, o sabor que pode favorecer o movimento através de contrações sutis. A Primavera representa o renascimento da vida, o crescente calor yang rumo ao verão (PINHEIRO, Ana, 2005).


• Elemento Fogo

 É o yang em sua plenitude. Movimento de expansão que se relaciona com os vasos, e que permite a expansão do sangue e do calor pelo corpo, impulsionados pelo órgão Fogo que é o coração. 
A emoção que leva o caráter expansivo é a alegria. 
O sabor gerado por Fogo é o amargo que queima. A estação é o Verão, apogeu do calor, e a cor consiste no vermelho, que representa as chamas e também nosso rubor quando ficamos “quentes” (PINHEIRO, Ana, 2005).


• Elemento Terra

 Simboliza a transformação, relacionando-se com a digestão, com o pensamento e a meditação, e com o intelecto. Terra sustenta e delimita os espaços na natureza, sendo associada ao tecido conjuntivo. 
A umidade é a força da natureza relacionada, pois só a Terra é úmida e fértil. 
A canícula é a estação relacionada e sua cor é o amarelo (PINHEIRO, Ana, 2005).
  
Em nós Terra é o centro do corpo: timo, estômago, pâncreas, baço, umbigo.
É o centro da atividade mental: ideias, opiniões, capacidade de reflexão. É o centro do espaço que nos envolve: carne que reveste nossos ossos e músculos, que nos dá uma aparência e uma identidade corporal. Terra em harmonia faz a pessoa ficar em paz consigo mesma e sentir-se em sua casa onde quer que esteja, por que na verdade está sempre dentro de sua própria casa/corpo/mente (HIRSCH, Sonia, s.d.).
O sabor doce está relacionado à Terra.


• Elemento Metal

Simboliza a diminuição do yang com o crescimento do yin. Pode ser interpretado como o resfriamento, o encolhimento, o movimento para baixo, e a tomada de forma. 
A emoção relacionada é a tristeza, que causa tendência psíquica introspectiva. A força da natureza que se identifica com Metal é a Secura. 
Quando a roupa seca encolhe; alimentos desidratados encolhem. A pele que dá forma ao corpo é o tecido relacionado. 
O branco representa o que foi processado, purificado, e o Outono, a estação de preparação para o recolhimento, onde as folhas secam, caem e a colheita é feita (PINHEIRO, Ana, 2005).
Sabores picantes estão relacionados ao elemento Metal.

• Elemento Água

Extremo do yin, que leva a imobilidade. Movimento para baixo, inércia, perda de forma. 
O rim produz liquido ininterruptamente e o descende até ser armazenado na bexiga. 
A ideia de inércia se relaciona com o medo, a emoção que leva a paralisação, e como frio que diminui o movimento da natureza. 
Os ossos por serem completamente inertes, são relacionados com esse elemento. Uma das características do yin é moldar-se e ser maleável. 
A Água é o extremo do yin e relaciona-se com tecidos muito delicados como a medula óssea, o cérebro e a medula espinhal. O salgado é o sabor pressente nas águas do mar, e o preto é a cor do escuro, da noite, do fundo do mar, e o Inverno é a estação mais yin (PINHEIRO, Ana, 2005).


Fonte de apoio: http://ichingolivrodasmutacoes.blogspot.com.br


Um comentário:

  1. Oi, Eliana!
    Vim agradecer a visitinha e te deixar um super beijo!
    Ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário.