terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Terminologias da Aromaterapia


Esclarecendo terminologias

CO2 - O método de extração através do qual se obtém com o uso de dióxido de carbono hipercrítico como solvente, o produto de aroma mais similar ao da planta e de extrema pureza. Existe o CO2-TO, que significa TOTAL, ou seja, que se obteve um extrato extremamente concentrado com todos os princípios ativos existem na planta. CO2-SE, significa SELECIONADO, onde do TOTAL se separou via CO2 só componentes de interesse como óleos essenciais. A Laszlo se destaca por ter uma variedade de óleos obtidos por CO2 com extrema qualidade. 

HIDRODIFUSO - Depois dos óleos obtidos por CO2 hipercrítico, os óleos hidrodifusos são na sequência os que possuem melhor nível de qualidade. Por serem obtidos por um sistema de destilação onde o vapor entra por cima da dorna e não por baixo, são arrastados, à favor da pressão atmosférica, moléculas pesadas que não costumam estar presentes em óleos destilados pelo sistema normal. Isso torna os óleos hidrodifusos produtos mais ricos terapêuticamente e com qualidade olfativa superior.   

ATTAR -  é uma palavra persa e significa fragrância, perfume. Os attars não contém alcool e são óleos altamente concentrados. 
A preparação básica de um attar passa pelo processo de evaporação, condensação e destilação. Primeiro, se une as matérias primas como flores e plantas aromáticas colocando em um recipiente com água virgem e quente. Este vapor irá transitar em canos de bambu e depois ser misturado ao óleo de sândalo. Cada óleo extraído passa pelo sândalo que irá "alavancar" o aroma característico de cada óleo, por isso dizem que este óleo é a base de preparação dos attars. Atualmente, devido à escassez e ao preço muito alto do sândalo, existe a opção dos attars serem feitos com óleos fixos e apenas 5% de sândalo como base. Há também attares indianos e árabes. No caso dos árabes, o uso de sintéticos pode ser normal no produto. Attares são bases para perfumes, sem indicações terapêuticas. Não podem ser ingeridos.      

BLEND - Blend em inglês significa “mistura”. São compostos por óleos essenciais 100% puros que são misturados com a intenção de criar uma fragrância parecida com a original da planta e às vezes mais barata para óleos muito caros como rosa, baunilha, melissa ou sândalo. Os BLENDS da Laszlo são 100% óleo essencial e podem ser empregados com finalidades terapêuticas em massagens e inalação. Contudo, não recomendamos seu uso interno por se tratar de uma mistura que pode ter as propriedades fitoterápicas da planta original alteradas, por conter compostos de múltiplas plantas.
  
 
OLEORESINA - São obtidas colocando-se a planta em um recipiente, onde é injetado hexano como solvente para extrair todos os princípios ativos. O hexano é retirado do produto via destilação à vácuo até atingir níveis extremamente baixos e que não façam mal à saúde. As oleoresinas posuem aplicações cosméticas, alimentícias e industriais. São extratos altamente concentrados da planta de textura líquido-oleosas.

CONCRETO - O concreto é obtido da mesma forma que a oleoresina, tratando-se na verdade da mesma coisa. A diferença é que costuma ter textura pastosa por provirem de plantas com alto teor de parafinas e ceras em sua constituição. São muito empregados na perfumaria. 

ABSOLUTO - Um absoluto é preparado dissolvendo o concreto em álcool absoluto, que depois é congelado, e separada a parte sólida (ceras, parafinas, gorduras) da líquida. Uma vez evaporado o álcool, restam só os princípios liquidos aromáticos da planta e alguns pigmentos. Um concreto de Jasmim por exemplo, tem cerca de 41% de óleo essencial que é separado e isolado desta forma dando origem ao absoluto de jasmim. Algumas plantas como o jasmim passam por decomposição de compostos se destilados, daí o método de extração como absoluto visa preservar a sua máxima qualidade olfativa. Antigamente os absolutos e concretos vinham com restos de solvente, mas já há mais de uma década que a tecnologia de extração com solventes evoluiu e praticamente não fica nenhum resquício deste mais no produto, sendo tal produto destinado pela indústria a uso culinário, perfumaria e emprego farmacêutico como fitoterápico. Acontece que os livros que falam mal dos absolutos são livros antigos, de mais de 20-30 anos atrás. Por outro lado, se a empresa que extrai o produto não for qualificada e tiver boa tecnologia, realmente solvente pode ficar como resquício e complicar seu uso.

OLEOS CARREADORES (CARREGADORES) - Também chamados de "óleos gordurosos" ou óleos "fixos" (por que não evaporam) estes óleos podem ter emprego na massagem como veículos que carregam para dentro da pele o óleo essencial diluído. Também podem, quando indicado, serem usados na culinária ou como fonte de ácidos graxos essenciais como é o caso da linhaça e do girassol, ou de compostos bioativos para a saúde como o óleo de abacate (fitoesteróis), côco babaçu ou palmiste (ácido láurico), neem (azadirachtina), andiroba (limonóides), etc. 



Fonte: Laszlo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário.