sábado, 2 de junho de 2012

Radiestesia


A palavra Radiestesia é a união de dois termos, Radius, que vem do latim e significa radiação e aisthesis, de origem grega e que significa sensibilidade, indicando assim a sensibilidade às radiações.
Teve um grande número de adeptos na renascença, mas é a partir de 1798, com o início do uso do pêndulo, que sua prática se generaliza. No Brasil, seu marco inicial é o trabalho do padre Jean Louis Bourdoux na cidade de Poconé (MT) e o livro "Noções práticas de radiestesia para os missionários", escrito pelo padre Alexis Mermet, que foi o criador da radiestesia médica (ele é considerado, até hoje, o "príncipe dos radiestesistas").


O abade Alexis Bouly foi o criador da expressão radiestesia. Antigamente, a radiestesia era conhecida pelo nome de Rabdomancia. Esse termo designa o uso de varas em forma de forquilha para a prospecção de mananciais de água subterrânea, veios minerais, etc (rhabdos = vara // mancia = adivinhação).
Um radiestesista atua com sua sensibilidade para captar informações das energias da Terra e saber se estas são as maiores responsáveis pelas doenças, limitações e desarmonias.

Os principais instrumentos radiestésicos são o pêndulo e a vareta.


auriamiter
Auramiter









Pêndulos










Dual Rood











Namastê

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário.