sexta-feira, 15 de junho de 2012

Amar

Achei este lindo texto na net, espero que gostem. 
Eu quero nós.
Mais nós.
Grudados.
Enrolados.
Amarrados.
Jogados no tapete da sala.
Nós que não atam nem desatam
Eu quero pouco e quero mais.
Quero você.
Quero eu.
Quero domingos de manhã.
Quero cama desarrumada, lençol, café e travesseiro.
Quer seu beijo.
Quer seu cheiro
Quero aquele olhar que não cansa, o desejo que escorre pela boca e o minuto no segundo seguinte:
Nada é muito quando é demais.

Autor: Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário.